You are here

Sistemas Inteligentes

Mais informações: página principal

Com esta unidade pretende-se dar formação na área científica da Inteligência Artificial (IA). As disciplinas que a compõem garantem que o aluno possuirá conhecimentos ao nível das tecnologias, algoritmos e metodologias de resolução de problemas mais comuns nesta área, sendo capaz de as contextualizar, aplicar e analisar, i.e., pretende-se estabelecer as competências básicas definidoras de um perfil de Mestre em Engenharia Informática da UMinho.

A unidade tem uma forte componente prática. Neste âmbito, está incluído um projecto integrador das matérias versadas nas diferentes disciplinas (e.g., nas áreas das Ciências da Saúde, da Inteligência Ambiente, do Direito, do e-Business, das Redes Colaborativas, da Robótica Inteligente).

O aluno, no final da unidade, deverá ser capaz de:

  • decidir se fará sentido utilizar um sistema inteligente num problema envolvendo alguma complexidade, avaliando as vantagens que daí possam resultar e determinar se existem as condições necessárias para a sua viabilidade;
  • definir claramente quais os objectivos do sistemas inteligente, identificando a classe de problema a resolver, definindo o método de desenvolvimento e de avaliação a seguir e aplicando as técnicas e/ou os modelos mais adequados à resolução de problemas;
  • participar num projeto de desenvolvimento e implementação de sistemas inteligentes, utilizando ferramentas de desenvolvimento adequadas aos objetivos definidos, garantindo a sua eficiência e, eventualmente, a inter-operação com outros sistemas;
  • avaliar as capacidades do sistemas inteligente em termos de relevância, desempenho, eficiência e custo/beneficio.

Equipa Docente

Resultados de Aprendizagem

  • Avaliar se um dado sistema inteligente é o mais apropriado para a solução de um problema em particular.
  • Compreender como usar a informação disponível para implementar sistemas de aprendizagem, seleção de modelos e teste.
  • Compreender as vantagens e/ou desvantagens dos sistemas inteligentes estudados no curso, e decidir qual é o mais apropriado para corporizar uma dada funcionalidade.
  • Aplicar entidades virtuais, construídas em termos das redes neuronais artificiais, programação genética e evolucionária ou sistemas simbólicos, avaliando o seu desempenho.
  • Compreender a relação entre a complexidade de um modelo e o seu desempenho, utilizando esta informação na definição de uma estratégia para otimizar os sistemas existentes.
  • Desenvolver, de forma integrada, a função de conceção e projecto em Engenharia.

Módulos

  • PI: Projecto Integrado (10 ECTS)
  • BAEC: Bases de dados, Aprendizagem e Extracção de Conhecimento (5 ECTS)
  • AI: Agentes Inteligentes (5 ECTS)
  • CNIE: Computação Natural e Inteligência Evolutiva (5 ECTS)
  • SA: Sistemas Autónomos (5 ECTS)

Parcerias

 APPIA - Associação Portuguesa Para a Inteligência Artificial

 Hospital Geral de Santo António, EPE, Porto

 Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, EPE, Penafiel

 Centro de Imagem da Trindade, Hospital da Santíssima Trindade, Porto

início contactos RSS Feed última actualização: 30-Abr-2018 partilhar facebook
Drupal theme by pixeljets.com D7 ver.1.1